25 setembro, 2009

Escrita Automática

Resultado do mini-workshop com o Teatro da Vertigem. Com 3 minutos de tempo e temas a seguir:
Eu sou excluída quando não me encaixo nas conversas de ninguém quando todo mundo sai e eu fico, quando acaba a alegria instantânea quando as pessoas ficam de saco cheio quando acham coisa mais importante pra fazer quando realmente não há interesse pelo sentimento e vida alheia quando o egoísmo grita nos ouvidos quando o barulho é demais quando o carinho é pouco quando tem carne e as pessoas me olham com pena quando não assisto TV quando não tenho dinheiro quando não tenho vontade de sorrir quando não consigo mais beber quando não sou magra quando não sei fazer comentários atuais quando se fala de política.
Eu excluo quando não tenho vontade de ficar com pessoas quando julgo-as chatas demais bobas demais burras demais ou sem vontade demais eu excluo quando tenho vontade de ficar sozinha quando julgo que é pouco (ou muito) pra mim quando não dou lugar no ônibus quando não cumprimento na porta do prédio quando não sorrio de volta depois que alguém pede desculpas por pisar no meu pé, quando meu pensamento é limitado, quando como, quando tomo banhos mais demorados quando não ligo pra minha mãe, quando passo mais tempo bebendo com os amigos quando penso em outras coisas que não estão à volta, quando decido não falar.

3 comentários:

toon fonte disse...

"eu sou excluída quando - não me encaixo nas conversas de ninguém quando todo mundo sai e eu fico"

isso me é bem familiar :B

Dindi disse...

Eu sou excluída quando decido não falar.

Eu excluo quando decido não falar.

Limbo!

factotum disse...

esse treco de não falar.



diria chapman:

last night i heard the screaming...

talkin' about a revolution...